inss
Edital INSS .

A reunião que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) teve com o Cebraspe (Cespe/UnB) no último dia 7, motiva os pré-candidatos do concurso para 950 vagas a intensificarem os estudos. É que, como a autarquia já escolhe a organizadora da seleção, a expectativa é que a banca e o edital não demorem a ser divulgados. Após pressão do órgão e da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social, foi autorizada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, a abertura de 950 vagas em cargos de Técnico do Seguro Social e Analista do Seguro Social do INSS. Destas, 800 destinam-se ao cargo de Técnico do Seguro Social, de nível médio, e 150 para o cargo de Analista, função que exige nível superior. Os aprovados terão remunerações até R$7.869,09, contarão com estabilidade no emprego e com os excelentes benefícios que a carreira no órgão propicia. O prazo de lançamento do edital é de, no máximo, 6 meses, ou seja, o documento será publicado ainda neste ano.

Este, certamente, é um dos órgãos mais convidativos da carreira pública, que garante a seus servidores benefícios tais como ratificação semestral de desempenho de atividades do seguro social, plano de saúde e auxílio-creche, oportunidades de crescimento profissional e desenvolvimento na carreira, possibilidade de solicitar transferência para outra cidade e mais de mil agências de atendimento para trabalhar.

O concurso tem mais um atrativo: segundo informou a autarquia, técnicos e analistas do seguro social, logo após ingressarem com a carga de trabalho de 40 horas semanais, podem solicitar a redução para 30 horas, de acordo com a Lei 10.855, de 1º de abril 2004. Essa possibilidade, embora resulte em redução da remuneração, é ótima para quem deseja ter mais tempo disponível, seja para ter outra atividade profissional, estudar, dar maior assistência à família ou simplesmente com vistas ao lazer.

A última seleção para Técnicos e Peritos no órgão abriu inscrições em dezembro de 2011 para selecionar 1.875 candidatos. A organização do certame ficou a cargo da Fundação Carlos Chagas, que aplicou prova objetiva com 60 questões, sendo 20 delas sobre Conhecimentos Gerais e 40 sobre Conhecimentos Específicos previstos no edital. Já o ultimo concurso para o cargo de Analista aconteceu em 2014 e teve prova objetiva composta por 70 questões, aplicadas pela FUNRIO. Veja o edital.

Fonte: AC